quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

As meninas e o cigarro




Duas meninas de aproximadamente 8 anos vinham brincando de fumar no ônibus. Cada uma que fizesse seu cigarro de papel. Tragavam por minutos até soltarem a fumaça imaginária. Aos poucos iam cortando o papel e deixando o cigarro cada vez menor. Cantavam e jogavam as cinzas da infância pela janela do ônibus em movimento. Entre sinais e curvas, as duas conversavam:
- Hum, esse ônibus tá com cheiro de manga.
- Tá não, tá é com cheiro de carniça. Vá-te embora, carniça.

Eu diria que estaria com cheiro de cigarro imaginário, mas não quis me meter na conversa. Como diz o compositor: O novo sempre vem.

O novo vem, sim, Sr. Compositor. Vem, vem com mais força e cada vez pior.

9 comentários:

Gabi's disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gabi's disse...

Cileninha....como pode alguém tocar-me tão fundo assim???
Juro que me arrepiei lendo...
Conseguiu tocar no fundo da alma mesmo..

Cileninha você é a sensibilidade em pessoa,escreve com alma e o coração.

É o novo sempre vem,mas não concordo que tá vindo pior,acho um pensamento muito saudosista e antiquado esse.Mas e se tá vindo pior,cabe a nós tentar melhorar,né?

Amo tu chuchu.)
bjinhos de Gabis =*

priscilla disse...

Lindo !
É de tocar a alma mesmo como gabi's disse .

Sou sua Fã eternamente.

Priscila Lima disse...

Cileninha tô toda arrepiada!
caramba... arrasou

Rômulo disse...

Perfeito Antôninha...

Daniella Paula disse...

Que intimidade com os meios...
Que poesia em nos dizer que a infância estava indo para as meninas...
Que lindo o seu ser.

Tuanny disse...

Cici... Perfeito!
Não é para qualquer um... Você é literalmente, FODA... Rss...

darilany disse...

Quando penso que vi muito!!!
Tu me surpreende!!!

Lindo!!!

Arrasou, Jou Jou!!!

Bjus

dedoverde disse...

Mulheeer, tu nãovolta mais, não?

=T